28/05/2016

Presidente da Cruz Vermelha em Tavira Distinguido

A Cruz Vermelha Portuguesa atribuíu a mais alta das suas distinções a Manuel de Almeida Martins, presidente da delegação de Tavira
FIRESHELTER52

16º Aniversário da Associação de Chefias dos Bombeiros do Algarve


Associados da Associação de Chefias dos Bombeiros do Algarve acompanhados das respetivas famílias juntaram-se hoje dia 28 de Maio em Portimão onde comemoraram mais um aniversário.

Entre temas de trabalho e convívio o encontro juntou os Chefes e Subchefes dos Bombeiros da região fomentando laços de amizade e conhecimento pessoal, que, de certa forma este tipo de aproximação reforçará a interação nos Teatros de Operações entre as chefias.

A Associação de Chefias dos Bombeiros do Algarve, foi fundada por 7 Chefes dos Bombeiros do Algarve, que, depois de muito trabalho, reuniões e autorizações para a sua criação, em caminhos nem sempre fáceis de gerir tem conseguido concretizar sempre por bom caminho as suas atividades que passam por ações de formação técnica, encontros viagens e almoços de confraternização.



Parabéns caros Chefes 

FIRESHELTER52

Bombeiros Municipais Combatem Incêndio em Apartamento

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam durante a tarde de hoje a um incêndio num apartamento em Tavira.

O incêndio eclodiu num apartamento num terceiro andar num edifício no centro de Tavira, felizmente não houve feridos a registar.

A pronta intervenção dos Bombeiros Municipais foi determinante para o rápido domínio e extinção do incêndio que se regista apenas com alguns danos materiais.

Os Bombeiros Municipais de Tavira apoiados por um Veiculo Urbano de Combate a Incêndios e a PSP de Tavira responderam ao incêndio.

FIRESHELTER52

22/05/2016

Bombeiros respondem a Acidente na EN125

Os Bombeiros Municipais de Tavira e Vila Real de Santo António responderam durante a tarde de hoje a um acidente de viação na Estrada Nacional 125 na zona de Cacela.


Uma colisão entre vários ligeiros de passageiros fez três feridos.

Estiveram envolvidos nesta operação de socorro uma ambulância de socorro dos Bombeiros Municipais de Tavira, duas ambulâncias e um Veiculo de Salvamento e Desencarceramento dos Bombeiros de Vila Real de Santo António, juntamente com a GNR.

A circulação esteve condicionou no local do acidente.

Em Tavira, junto à rotunda Vela ao Vento na EN125 ocorreu também uma colisão entre dois ligeiros de passageiros, felizmente não houve feridos a registar, apenas danos materiais e condicionamento na circulação entre a rotunda e o cruzamento de Santo Estêvão.

Nesta última ocorrência houve a intervenção de uma equipa de Bombeiros Municipais que passava no local e prestou a assistência inicial no acidente e a GNR.

FIRESHELTER52

A Ambulância de "Rolamentos" o 112 do Futuro

O Bombeiro Marco Gonçalves dos Bombeiros de Vila Real de Santo António participou numa corrida de carrinhos de rolamentos no Monte Francisco Castro Marim.

A ideia de transformar o carrinho numa ambulância caracterizada fez com que o "prototipo" não passasse despercebido aos olhos de quem via.

Parabéns pela originalidade e dedicação na construção do carrinho.



FIRESHELTER52

21/05/2016

Bombeiros Municipais respondem a Acidente na Serra em Santa Catarina

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam a um dantesco acidente de viação na zona de Santa Catarina da Fonte do Bispo.


O acidente deu-se na zona de Corte de Peso Santa Catarina e tratou-se de um despiste de uma viatura ligeira de passageiros.

Infelizmente deste acidente há a registar um ferido e ainda uma vitima mortal.

Os Bombeiros Municipais responderam prontamente ao acidente deslocando para o local um Veiculo de Salvamento e Desencarceramento e uma Ambulância de Socorro.

O INEM enviou ao local uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação.

A vitima que sobreviveu  foi transportada ao Hospital de Faro pelos Bombeiros Municipais.

A GNR esteve no local.

FIRESHELTER52

20/05/2016

Bombeiros Municipais participam no III Campeonato Nacional de Trauma

Os Bombeiros Municipais de Tavira vão participar no III Campeonato Nacional de Trauma que se realiza hoje dia 20 - 21 e 22 de Maio em Elvas.

Os operacionais em concurso são os Bombeiros de 3ª classe Municipal Luís Bonito e Licínio Adriano.

O concurso começa amanhã dia 21 e serão apresentados cenários de vitimas de trauma onde as equipas devem resolver de forma rápida e eficaz.

Um forte abraço à equipa com o desejo dos melhores sucessos

FIRESHELTER52

Bombeiros Municipais respondem a Incêndio Urbano em Tavira


Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam durante a madrugada de hoje a um incêndio urbano em Tavira.

O alerta ocorreu perto das cinco da manhã e a intervenção durou até perto das sete horas.

O incêndio eclodiu na cozinha de um apartamento e foi rapidamente extinto, sendo que as manobras de segurança e ventilação tática decorreram de seguida e prolongaram-se quase até ao nascer do dia.

Do sinistro resultaram algumas situações de inalação de fumos, mas rapidamente assistidos pelas equipas de emergência no local.

Estiveram envolvidos nesta ocorrência os Bombeiros Municipais de Tavira apoiados por um Veiculo Urbano de Combate a Incêndios e uma Ambulância de Socorro, juntamente com a PSP de Tavira.

FIRESHELTER52

19/05/2016

Freguesia Moncarapacho/Fuseta abre concurso para 7 funcionários


A União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta abriu concurso para recrutamento de sete funcionários.

Aquela autarquia pretende contratar 1 assistente técnico e 6 assistentes operacionais. No primeiro caso, o ordenado base é de 683,13 euros e os interessados devem ter o 12º ano de escolaridade.

Aos assistentes operacionais é oferecida uma remuneração de 530 euros, valor correspondente ao 1º escalão remuneratório da função pública. Os candidatos devem ter o 9.º ano de escolaridade ou equiparação por experiência profissional.

O aviso de abertura de concurso foi publicado hoje, Quinta-feira, 19 de Maio, em Diário da República, pelo que os interessados têm, a partir desta data, 10 dias úteis para apresentarem as respectivas candidaturas.

Para o efeito, devem obter e preencher o necessário requerimento e entregá-lo no Serviço de Atendimento da União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, sito na Rua da Liberdade, n.º 2, 8700 -019 Fuseta, ou enviá-lo por correio, sob registo e com aviso de recepção, para a União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta.

Consulte o Aviso no link em baixo:


FIRESHELTER52

Bombeiros Municipais respondem a Incêndio no Centro Comercial

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam durante a tarde de hoje a um incêndio no centro comercial em Tavira.

Um foco de incêndio eclodiu num ponto de recolha de aparelhos electrónicos usados no estacionamento -2 do centro comercial.

A pronta e rápida intervenção da equipa de intervenção do recinto complementada à posteriori pela intervenção dos Bombeiros Municipais foi determinante para um rápido domínio e consequente extinção do incêndio.

O fumo provocado pelo incêndio foi um dos piores problemas registados mas rapidamente solucionado através de manobras de ventilação tática com os meios próprios do edifício.

As autoridades policiais estão em averiguações quanto às causas do incêndio.

Felizmente não houve feridos a registar.

FIRESHELTER52

16/05/2016

Bombeiros Municipais participam em Exercício na Serra do Algarve


Os Bombeiros Municipais de Tavira participaram ontem dia 15 de Maio no exercício regional designado DECIFALG´16 que decorreu no concelho de São Brás de Alportel.

O cenário teve como desenvolvimento a resposta conjuntural a um incêndio florestal.

Os Bombeiros Municipais de Tavira estiveram representados por 7 Bombeiros Municipais apoiados por um Veiculo Florestal de Combate a Incêndios e ainda um Auto-tanque.

FIRESHELTER52

14/05/2016

Tavira e a sirene dos Bombeiros


Foi já na década de Cinquenta (1954), que os bombeiros adquiriram a sua primeira sirene.

A mesma tinha o objectivo de chamar os bombeiros ao quartel quando havia incidentes.

Primariamente, a sirene estava situada no telhado do antigo Quartel da Corredora, e o seu botão de ativação encontrava-se ao lado do portão de entrada, tendo que o popular que se deslocava ao quartel de partir um vidro para se aceder ao botão e ativar a sirene.

Após a mudança dos bombeiros para o quartel do Largo do Cano, a sirene foi mudada para cima do depósito da água, ao lado da igreja de Santa Maria do Castelo. 

Lá ficou durante mais de trinta anos, servindo o Corpo de Bombeiros e a população da cidade.

Ficou conhecida pela “BOMBA”, o seu som era igual ao de uma motorizada quando arrancava, e tinha como função alertar os bombeiros e informar o sinal horário das 13 com dois toques.

Este gesto diário, feito manualmente permite garantir a operacionalidade do sistema rotativo da sirene comprovando que o mesmo não se encontra avariado pois está exposto aos fatores atmosféricos.

Nunca foi usual no corpo de bombeiros de Tavira haver um código de toques como muitas vezes a população especulava, quando havia falta de bombeiros e consequentemente a gravidade do serviço existente o exigia, assim o bombeiro na central rodava o botão.

Algumas vezes chegou-se a verificar incidentes, onde a sirene era posta a tocar pelos bombeiros no quartel, saindo estes rapidamente para o local do sinistro deixando apenas um bilhete nos telefones a informar a morada e a ocorrência, sendo depois o primeiro bombeiro que chegava ao quartel que a desligava.

Após a conclusão do observatório no antigo depósito da água, era necessário mudar a sirene de sítio, foi recolocada dentro da torre dos sinos na igreja de Santa Maria, ai a sirene perdeu grande do seu potencial ficando quase “muda”.

Pouco tempo depois a sirene acabou por avariar e perdeu a sua operacionalidade.

Foi então adquirida no verão de 2009 uma nova sirene nos bombeiros de Tavira, mais rotativa tornado o som mais agudo e rápido.

Com um raio de alcance na ordem dos seis quilómetros, a nova sirene colocada na torre da casa Escola do Quartel dos Bombeiros ao lado da antena, continua a cumprir a função da antiga “irmã,” agora adormecida.

Pode ser vista na rua em frente ao quartel, por cima da gravura na parede, mas pode ser ouvida por milhares de pessoas até onde o vento levar o seu som...

Hoje os Bombeiros Municipais possuem um sistema de contacto direto com telemóveis de serviço que em caso de qualquer ocorrência tatica ou técnica podem ser avisados diretamente ou em grupos pré definidos, ficando a sirene para um plano quase inexistente ou de 2º grau em caso de avaria no sistema.

FIRESHELTER52

Manual Operacional Nacional...19 anos depois..


Deambulando na biblioteca do CBM Tavira, vim a encontrar o antigo Manual Operacional Nacional.

Aprovado pelo antigo SNB a 26 de Junho de 1997 em reunião de Conselho superior de Bombeiros, assinado pelo Comandante Geral Operacional, António Antunes, e homologado pelo secretário de Estado da Administração Interna Armando Vara.

O MON (Manual Operacional Nacional), era o documento que tinha por finalidade definir os princípios de organização e funcionamento do sistema de Comando, coordenação e controlo Operacional que enquadrava a intervenção dos corpos de Bombeiros nacionais em incidentes.

O manual tinha como finalidade no tempo ser actualizado e ajustado ao decorrer do tempo, devendo no entanto ser complementado com outros documentos relacionados com as actividades operacionais dos Corpos de Bombeiros e com a legislação em vigor.

Como aspecto de curiosidade deixo-vos ainda aqui os dados demográficos apresentados pelo extinto SNB para o ano de 1997.

Portugal Continental tinha uma população de 9.280.816 habitantes
Uma área de 8.893.000 hectares, dos quais, 3.200.000 florestada.

Possuía 448 Corpos de Bombeiros, dos quais:

405 Associativos
19 Municipais
6 Sapadores
18 Privativos

Integravam nos registos do SNB 40.745 Bombeiros.

Agora...19 anos depois... O que temos?

Onde param os Bombeiros, para onde caminham os Bombeiros, o que serão os Bombeiros?

FIRESHELTER52

13/05/2016

Bombeiro de Albufeira Reanima Criança de 2 anos


Com um pedaço de pão entalado na garganta, o bebé de 2 anos, que os pais estavam a transportar para o Serviço de Urgência Básica de Albufeira, encontrava-se já em paragem cardiorrespiratória.

Foi salvo de morrer asfixiado por um bombeiro de Albufeira, que se apercebeu do perigo em Ferreiras, Albufeira.

Ricardo Gordinho, de 21 anos, regressava quinta-feira de manhã a casa depois de uma noite de serviço, quando se deparou, na rotunda da localidade, com a criança caída no chão, rodeada de pessoas que a tentavam reanimar, sem sucesso.

"Percebi que se tratava de uma obstrução da via aérea e comecei de imediato manobras de Suporte Básico de Vida adequadas à idade da vítima", contou. 

Pouco depois, com a chegada de uma ambulância da Cruz Vermelha e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Albufeira foi possível desobstruir por completo a via aérea do bebé, que foi para o hospital de Faro.

"Quando chegou, estava já consciente, a respirar bem e a sorrir", lembrou ao CM, emocionado, Ricardo Gordinho.

PARABÉNS RICARDO

FIRESHELTER52

Testada Emergência no Porto de Olhão


O Porto de Pesca de Olhão foi contaminado por um derrame de gasóleo, após o choque entre duas embarcações. 

Para agravar, o posto de combustível ali existente teve uma avaria e provocou outro derrame de combustível, com consequências ainda imprevisíveis para o frágil ecossistema da Ria Formosa.

As situações são hipotéticas, mas constituem um risco real, razão que levou a Autoridade Marítima a promover um exercício de combate à poluição do mar, esta quinta-feira, naquela infraestrutura portuária de Olhão.

A simulação foi pensada pelo Departamento Marítimo do Sul da Autoridade Marítima Nacional e pela Capitania do Porto de Olhão e envolveu outras entidades, como a Autoridade Nacional de Proteção Civil, a Docapesca, a Câmara Municipal de Olhão e a Ambiolhão.

«O simulacro desenvolveu-se em duas frentes, ambas no interior do Porto de Pesca: um primeiro cenário em que duas embarcações – uma atracada e outra em trânsito – embateram uma na outra, com o consequente derrame de combustível, e em segundo cenário em que uma avaria no posto de abastecimento de combustível da Docapesca teria também como consequência o derrame para a Ria», segundo a Câmara de Olhão.




FIRESHELTER52

12/05/2016

Na Defesa dos Bombeiros Municipais

A deputada e vice-presidente do PS-M, Sofia Canha, defendeu, na Assembleia Legislativa da Madeira, um projeto de resolução que recomenda ao Governo Regional que proceda a negociações com as autarquias da Madeira, que detêm corpos de bombeiros municipais, de modo a ser possível a intercomunicação e corresponsabilização financeira para a manutenção dessas estruturas.

A deputada disse que não obstante, os encargos financeiros que a nova classificação acarreta podem ser impeditivos ou podem protelar a criação de corpos de bombeiros sapadores por parte das autarquias, defendendo a medida, com a necessidade de haver apoio do governo para a criação de unidades de sapadores, uma vez que as autarquias não terão condições para o fazer.


FIRESHELTER52

Livro " Incêndio do Chiado um Olhar Técnico-Operacional"

Lançamento de um livro nos Paços do Concelho em Lisboa no próximo dia 18 de Maio de 2016.
Autores Carlos Silva / Pedro Pedro

FIRESHELTER52

Chuva vai dar tréguas e temperaturas sobem dez graus


A partir de hoje, o sol já vai brilhando a sul alternado com períodos de chuva que ainda podem ter intensidade até ao final da tarde.

Para o dia de amanhã, o Instituto Português do Mar e Atmosfera prevê uma diminuição da precipitação em especial a sul de Portugal, mas as temperaturas ainda não denunciam a chegada do tempo quente. 

Esse cenário só deverá começar a partir de sábado e, com mais intensidade no domingo, dia em que se prevê mesmo a ausência da chuva, tempo quente e seco com temperaturas a chegar aos 25ºC.

No restante território, o cenário será semelhante, mas com a chuva a manter-se até sábado.

E vale a pena aproveitar os dias de calor e de sol, pois podem não ser duradouros! Segundo as previsões do IPMA, a próxima semana será de tempo seco, sem precipitação e com “sabor” a verão, mas ainda existe uma incerteza face ao regresso da chuva a partir do meio da semana.

Quanto ao estado do mar, o IPMA dá conta de ondas de sudoeste com 1,5 a 2,5 metros, diminuindo gradualmente para 1 a 1,5 metros.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando por vezes forte na costa sul e nas terras altas das regiões centro e sul, e tornando-se de noroeste a partir da tarde.

Algarve Primeiro

FIRESHELTER52

Pacto de morte no Algarve


Um pacto suicida terá estado na origem da morte do casal encontrado, ontem de manhã, junto a uma ribeira, em Vale Frio, Castro Marim.

Os corpos do homem e da mulher, alemães, na casa dos 50 anos, foram encontrados, em avançado estado de decomposição, por um homem que passava no local com algumas éguas.

O achado foi feito pelas 10h30. Um dos animais recusou-se a andar e quando o homem decidiu ver porquê encontrou os dois corpos, à saída de uma manilha de passagem de águas pluviais, por baixo de uma estrada junto a um terreno agrícola.

Os cadáveres estavam próximos um do outro. A mulher tinha um urso de peluche castanho dentro do casaco.

Ao cadáver do homem já faltava um pé. Ao lado estava uma arma de fogo artesanal.

Foi chamada a GNR e depois a PJ.

Ao que o CM apurou, no início de abril a mulher enviou uma carta à mãe, na Alemanha, a despedir-se.
Na altura, a progenitora pediu às autoridades nacionais para irem à residência do casal, em Moncarapacho, Olhão.

Os dois não se encontravam em casa e estavam desaparecidos.

Pelo estado de decomposição dos corpos, terão morrido pouco tempo depois.

Ontem à tarde as autoridades voltaram à casa de Moncarapacho onde os dois alemães viviam há já alguns anos.

Encontraram a residência sem sinais de roubo ou violência e uma segunda carta de despedida.

Apesar de terem sido encontrados ferimentos na cabeça do homem, só a autópsia poderá revelar a causa de ambas as mortes.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/casal_alemao_faz_pacto_de_morte.html

FIRESHELTER52