30/06/2016

Bombeiros de Alcoutim recebem imagem de São Marçal

Uma postagem recolhida no facebook onde a SCM de Alcoutim (penso que seja a Santa Casa da Misericórdia) ofereceu aos Bombeiros de Alcoutim uma imagem de São Marçal o Padroeiro e Protetor dos Bombeiros.


A lenda de São Marçal como protetor dos Bombeiros prende-se pela situação vivida entre o sec XII e XV onde São Marcial ressuscita o Conde Sigiberto e extingue um incêndio, que originou a invocação do santo como Padroeiro e Protector dos Bombeiros.



FIRESHELTER52

Entramos no Período crítico de Incêndios Florestais - 1 de Julho/30 Setembro

De 1 de Julho a 30 de Setembro decorre o período crítico de incêndios florestais

Como tal, o risco de incêndio é maior levando as autoridades a elevar o estado de vigilância alerta e atuação.


Entre algumas normas de segurança destacam-se:

# A proibição de realizar queimas ou queimadas nos espaços agrícolas ou florestais.

# A proibição de fumar ou foguear em espaços florestais.

#Proibição de lançamento de foguetes, fogos-de-artifício ou outro qualquer objeto de chama nua.

# Proibição de efetuar fogueiras para recreio, lazer ou confeção de alimentos.

Em caso de avistamento de fumo ou fogo nas áreas florestais ligue de imediato 112.

Para qualquer dúvida ou questão ligue para os Bombeiros da sua área de residência.

Bombeiros Tavira: 281322122
GNR Tavira: 281329030
PSP Tavira: 281322022

FIRESHELTER52

29/06/2016

ADAPO dá material para ajudar Bombeiros de Olhão a salvar animais

Os Bombeiros Municipais de Olhão passaram a estar equipados para ser ainda mais eficazes na ajuda a animais em risco, missão que há muito assumiram, em parceria com a a ADAPO – Associação de Defesa dos Animais e Plantas de Olhão. 

A associação olhanense ofereceu à corporação uma viatura e diverso material destinado à recolha e tratamento de animais, que vão facilitar o trabalho dos bombeiros, neste campo.

«A carrinha da ADAPO encontra-se equipada com tudo o que é necessário quando se trata de recolher da via pública cães ou gatos em situação de perigo, bem como prestar os primeiros cuidados até uma eventual chegada ao veterinário: jaulas, laço e material de primeiros socorros ficarão agora à disposição dos Bombeiros Municipais, sobretudo no período da noite e aos fins de semana», revelou a Câmara de Olhão, que também está envolvida nesta parceria.


«Os Bombeiros sempre colaboraram com a ADAPO. Em situações de maior dificuldade, como de noite ou em salvamentos mais complicados, os Bombeiros nunca se negam sempre que solicitamos a sua ajuda. Olhão é a cidade do Algarve em que esta preocupação com o bem-estar animal melhor funciona, até com a parceria com a Câmara ao nível das campanhas de esterilização», ilustrou, por seu lado, a presidente da ADAPO Célia Caravela.

Da parte dos Bombeiros, o comandante da corporação olhanense Luís Gomes considera que o novo equipamento irá dar uma preciosa ajuda à sua equipa. «Com estes equipamentos, melhora significativamente o nosso trabalho. Humanizamos este tipo de serviço. Esperamos que desta forma possamos consolidar mais ainda todo o trabalho que já vínhamos fazendo em conjunto, relativamente a esta vertente dos animais», disse.

Alguns dos elementos dos Bombeiros Municipais de Olhão já haviam participado, em fevereiro, numa ação de formação de primeiros socorros em animais, promovida pela ADAPO, e cujas verbas angariadas permitiram que a associação de defesa animal doasse ao corpo de bombeiros um conjunto de máscaras de oxigénio.

http://www.sulinformacao.pt/2016/06/adapo-da-material-para-ajudar-bombeiros-de-olhao-a-salvar-animais-em-risco/

FIRESHELTER52

28/06/2016

SEF deteta 10 trabalhadores ilegais em Tavira

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) desencadeou, esta madrugada, uma operação de fiscalização na área de Tavira, no âmbito da sua missão de controlo da permanência e atividade de cidadãos estrangeiros em Portugal.



A operação foi realizada com a colaboração da GNR e PSP locais, com os efetivos envolvidos distribuídos por 5 diferentes pontos de controlo ao longo da EN125 circundante à cidade de Tavira.

Foram identificados 60 cidadãos estrangeiros que se faziam transportar em carrinhas, com destino a explorações agrícolas e estaleiros de construção civil, dos quais 10 encontravam-se em situação irregular, tendo sido notificados para abandono voluntário do País.

Com vista à prevenção e combate à utilização da atividade de estrangeiro em situação ilegal bem como ao auxílio à imigração ilegal e ao tráfico de pessoas, o SEF confirmou hoje em comunicado, que tem vindo a intensificar ações de fiscalização dirigidas às atividades económicas que nesta altura do ano têm maior expressão na região do Algarve e que possam ser potenciadoras deste tipo de ilícitos.

Algarve Primeiro

FIRESHELTER52

Os perigos que espreitam nas garagens subterrâneas

Deixo-vos aqui esta noite um vídeo do desenvolvimento de um incêndio urbano que eclode dentro de uma garagem subterrânea com exposições interiores e exteriores...




Podemos observar nos primeiros momentos, apenas fumo e pouco fogo até a combustão do portão da garagem.

O combustível no interior após a porta da garagem ter ardido sofre uma aceleração na combustão pela entrada de oxigénio, expandindo os gases quentes para o compartimento de saída irradiando energia em todas as direções.

Outro fenómeno físico da combustão de relevante observação são as "zonas" tipo de combustão...

Superiormente uma zona de pressão positiva, onde os gases e calor saem energicamente em direção ao exterior, limitada mais a baixo por uma zona neutra que separa ambas da zona de pressão negativa...

Na zona de pressão negativa, a poucos centímetros do solo, podemos observar um fumo mais branco que em vez de seguir para o exterior é “absorvido” para o interior da garagem alimentando a combustão com mais e mais oxigénio...

Agora deixo à vossa consideração, como seria o modo de atuação neste evento tão enérgico tendo por base o que se vê no vídeo...

Dá a tua opinião...

FIRESHELTER52

Governante usa subsídio para pagar crédito de casa onde não mora

Carlos Martins recebe 360 euros líquidos extra-ordenado por ter declarado residir em Tavira. Porém, ao DN admitiu que mora em Cascais e que o dinheiro do subsídio corresponde ao valor do crédito da casa do Algarve.



O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, admitiu, ontem ao DN, residir habitualmente em Cascais e não em Tavira, apesar de receber um subsídio de alojamento. O governante afirmou não pretender prescindir desta verba, que lhe foi concedido pelo primeiro-ministro, António Costa, até porque o valor líquido do mesmo, 360 euros, "corresponde ao valor aproximado" dos encargos que tem com o apartamento no Algarve, comprado semanas antes de ter tomado posse a 26 de novembro.

De acordo com a lei, os governantes têm direito a um subsídio de alojamento extra-ordenado, caso tenham residência permanente a mais de 150 quilómetros de Lisboa. Carlos Martins foi, segundo adiantou o semanário Expresso este fim de semana, um dos contemplados com subsídio de alojamento, num despacho de 1 de março de 2015 assinado pelo primeiro-ministro, António Costa.
Porém, o governante está, de facto, a residir na freguesia de Murches, em Cascais, e não em Tavira, morada que indicou para efeitos de atribuição do subsídio. Segundo dados recolhidos pelo semanário, trata-se de uma vivenda com 300 metros quadrados, no condomínio Vila Poente, em Murches, no concelho de Cascais.

O problema começa no início de novembro de 2015, quando Carlos Martins comprou um apartamento em Tavira, já que tinha sido nomeado presidente da empresa Águas do Algarve, em julho daquele ano. Só que, a 27 de novembro, tomou posse como secretário de Estado do Ambiente. "Ao assumir funções no Governo, a 27 de novembro de 2015, teve de regressar a Lisboa e passou a utilizar a habitação em Murches, onde a sua esposa ainda residia", disse o secretário de Estado ao DN, através do gabinete de imprensa do Ministério do Ambiente.

Residência para "banco ver"

Ou seja, de acordo com a lei, Carlos Martins não teria direito ao tal subsídio de alojamento, uma vez que, como admitiu ao DN, não reside a mais de 150 quilómetros de Lisboa. Porém, o secretário de Estado tem outra interpretação. É que, quando comprou o apartamento em Tavira, o contrato de compra e venda e o mútuo com hipoteca "celebrado com a Caixa Geral de Depósitos", explicou, refere que se trata da compra para habitação própria e permanente.

"A não observação dessa situação poderia fazer incorrer em incumprimento contratual e no direito da referida instituição bancária de exigir o imediato pagamento do valor do empréstimo", lê-se na mesma resposta de Carlos Martins enviada pelo ministério do Ambiente. Ou seja, Carlos Martins usa o argumento formal do contrato com a CGD para justificar o subsídio, ainda que a sua residência, de facto, seja a 20 quilómetros de Lisboa.

Mais: apesar de admitir que reside na freguesia de Murches, Carlos Martins acrescenta que, por força do contrato com a Caixa Geral de Depósitos, mantém encargos com o imóvel de Tavira, sendo que o que acaba por pagar a prestação do crédito é o valor líquido do subsídio de alojamento, os tais 360 euros. Vejamos: "O secretário de Estado mantém os compromissos e encargos da sua residência própria permanente, em Sta. Luzia [Tavira]. Tendo em conta que o valor líquido do subsídio de alojamento, cerca de 360 euros, corresponde a um valor aproximado a esses encargos, não tenciona o Secretário de Estado do Ambiente prescindir do mesmo".

O DN ainda questionou Carlos Martins se, à semelhança de outros governantes no passado que se viram envolvidos em polémicas sobre o subsídio de alojamento (ver caixa), pretenderia abdicar do mesmo e restituir os valores já recebidos. "Tendo em conta a legalidade da sua situação, não conta o secretário de Estado prescindir ou devolver os valores recebidos".

No despacho de 1 de março, autoriza-se ainda a aplicação do mesmo subsídio a quatro secretários de Estado: Fernando Araújo, secretário de Estado Adjunto e da Saúde; José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente; Carlos Manuel Martins, secretário de Estado do Ambiente e Célia Ramos, secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza; e ao ministro do Ambiente João Matos Fernandes.

http://www.dn.pt/portugal/interior/governante-usa-subsidio-para-pagar-credito-de-casa-onde-nao-mora-5252658.html

FIRESHELTER52

27/06/2016

Bombeiros Municipais Respondem a Capotamento na EN270

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam ao final da manhã de hoje a um acidente de viação na Estrada Nacional 270 no sitio das Hortas - Santa Catarina.

Um aparatoso capotamento de um veiculo ligeiro de passageiros perto do cruzamento fez um ferido, que, no primeiro alerta ao 112 tinha a informação de encarcerado.

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam prontamente ao local do acidente com uma Ambulância de Socorro e um Veiculo de Desencarceramento.

A vitima foi assistida no local pelas equipas de emergência onde já se encontrava fora do veiculo acidentado e acabou por recusar transporte ao Hospital.

FIRESHELTER52

Concurso de admissão à Academia Militar


Sabe Mais -Clica Aqui

FIRESHELTER52

Bombeiros Municipais Respondem a Acidente na Via do Infante

Os Bombeiros Municipais de Tavira responderam ao final da noite a um acidente de viação na A22 Via do Infante perto do Km 128 antes do Nó de Castro Marim.


Um ligeiro de passageiros sofreu um despiste seguindo-se então o aparatoso acidente onde ficou em parte com o veiculo em cima do separador central.

Os meios de emergência responderam rapidamente à ocorrência e assistiram os ocupantes da viatura acidentada.

Uma das faixas de rodagem no sentido Tavira - Espanha ficou cortada e houve congestionamento de trânsito na passagem do local.

Responderam ao acidente os Bombeiros Municipais de Tavira e a Cruz Vermelha de Tavira com Ambulâncias de Socorro a GNR e a concessionária da Via do Infante.

FIRESHELTER52

26/06/2016

Bombeiros Portugueses e Espanhóis Respondem a Acidente na Ponte do Guadiana

Deixo aqui o registo fotográfico do dantesco acidente que ocorreu na Ponte Internacional do Guadiana Fronteira Ayamonte Vila Real de Santo António.

Do acidente resultaram 3 feridos graves, dois deles evacuados para o Hospital de Faro outro para o Hospital de Huelva em Espanha.

Ao acidente respondeu o INEM com uma ambulância SIV sediada em Vila Real de Santo António, um Helicoptero de Emergência sediado na BHSP de Loulé os Bombeiros de Vila Real de Santo António.

Responderam ainda ao acidente meios Espanhóis do Consórcio Provincial de Huelva, duas ambulâncias Suporte Avançado de Vida, uma do 061 e outra do Centro de Saúde de Ayamonte, “Guardia Civil”; e “Policia Nacional”, num total de cerca 40 operacionais.

as fotos foram coligidas em vários perfis do facebook 
https://www.facebook.com/Bombeiros-Volunt%C3%A1rios-de-Vila-Real-de-Santo-Ant%C3%B3nio-166446710070750/












FIRESHELTER52

25/06/2016

Bombeiros Municipais Respondem a Diversos Incêndios

Com a chegada do verão e do calor chegou também mais trabalho para os Bombeiros.


Numa semana particularmente quente e seca associado a alguns comportamentos de risco os Bombeiros Municipais de Tavira responderam a diversas solicitações de combate a incêndios no âmbito do DECIF2016.

Felizmente no concelho de Tavira não há a registar intervenções de maior, no entanto em apoio e colaboração com as corporações dos concelhos vizinhos os Bombeiros Municipais respondem diariamente a diversos pedidos.

Foram deslocadas equipas de combate a incêndios nos últimos dias para  incêndios em Maragota, Quelfes, Olhão, e para Aldeia Nova.

Pequenos incêndios rapidamente dominados com a intervenção dos Bombeiros Sapadores de Faro, Municipais de Tavira e Olhão e Voluntários de Vila Real e São Brás.

Estiveram em alguns deles envolvidos meios aéreos, helicópteros bombardeiros médios de ataque inicial e as suas brigadas.

Os Bombeiros vão manter-se na máxima operacionalidade durante o decorrer do verão com um reforço de meios desde já dia um com a chegada da fase CHARLIE do DECIF.

FIRESHELTER52

23/06/2016

Salva-Vidas de Olhão salva Tripulação e Veleiro em Risco

O veleiro «Sieta Ala», de bandeira espanhola, que estava à deriva cerca de meia milha náutica a sul da barra de Olhão, bem como os seus dois tripulantes, foram esta manhã resgatados pela embarcação SR-33, da estação salva-vidas de Olhão.




«A rápida intervenção do salva-vida permitiu evitar um acidente, pois as condições de vento e mar no local encontravam-se alterosas e o veleiro encontrava-se a abater para junto de costa», salienta a Marinha, em comunicado.

​A operação de «salvaguarda da vida humana no mar» foi coordenada pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), em articulação com a Capitania do Porto de Olhão.

O pedido de socorro foi recebido no MRCC Lisboa pelas 7h40, em VHF canal 16, efetuado pelo veleiro «Sieta Ala», que reportava que se encontrava à deriva muito perto de costa e necessitava de ajuda.

De imediato, foi enviada para o local a embarcação salva-vidas SR-33, para auxiliar o veleiro a sair da zona de perigo e rebocá-lo para o porto de Olhão.

SulInformação

FIRESHELTER52

Bandeira Azul hasteada nas praias de Tavira

Foram hasteadas hoje nas praias de Tavira as Bandeiras Azuis da época balnear 2016.


Os Galardões estão hasteados desde hoje nas praias do Barril, Terra estreita, Ilha de Tavira e Cabanas de Tavira.

A cerimonia contou com representantes do município de Tavira,Juntas de Freguesia, Autoridade Marítima, Bombeiros Municipais,Comandante do Porto, Agência Portuguesa do Ambiente e outros institutos relacionados com conservação da natureza.

O hastear da Bandeira Azul representa um Galardão ambiental atribuído anualmente às praias, marinas e portos de recreio que cumpram um conjunto de critérios de gestão ambiental, educação ambiental, informação, qualidade da água balnear, serviços e segurança dos utentes.

Este galardão classifica as zonas balneares que apresentam melhores resultados em vários critérios, como qualidade da água "excelente" nas cinco últimas épocas balneares ou resultados melhores do que um valor indicativo da diretiva comunitária sobre esta matéria, para as bactérias esterococos intestinais e escherichia coli.



FIRESHELTER52

Miudo Salvo de Afogamento em Piscina Monte Gordo

Um jovem futebolista com 12 anos foi salvo numa piscina de um hotel, em Monte Gordo, depois de ter sido encontrado em estado de pré-afogamento, na terça-feira.


 O alerta foi dado pelas 19h00, para uma situação de afogamento na piscina do hotel Yellow, no concelho de Vila Real de Santo António. 

O jovem de 12 anos acabou por ser retirado da piscina e ser alvo de reanimação no local, antes da chegada dos elementos dos Bombeiros de Vila Real de Santo António e do INEM. 

A vítima foi transportada, já estabilizada, para o Hospital de Faro e teve alta hospitalar durante o dia de ontem. 

Segundo dados da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), nos últimos 13 anos ocorreram 215 afogamentos com desfecho fatal em crianças e jovens. 

Por outro lado, foram registados 512 internamentos na sequência de afogamentos. "Estes casos são mais frequentes em crianças mais pequenas em ambientes construídos", explicou ao CM Helena Botte, secretária-geral da APSI, que defende que as unidades hoteleiras deviam ter "vigilantes com formação em suporte básico de vida".

FIRESHELTER52

22/06/2016

Trabalhador com corte no dedo passa por quatro hospitais

Trata-se de uma história reveladora de uma "odisseia" de um doente que precisou de ser tratado e que teve de passar por quatro unidades hospitalares.

Depois de cortar um tendão de um dedo na sequência de um acidente de trabalho, um homem passou por quatro hospitais até ser operado, quatro dias depois.

Segundo o "Correio da Manhã", que descreve hoje esta história real, o incidente aconteceu no passado dia 13, no Parchal, em Lagoa.

O trabalhador com cerca de 40 anos, foi transportado para o Hospital de Portimão, ao final da tarde.

Devido à falta de ortopedistas no Algarve, o homem foi transferido no mesmo dia, para o Hospital de Setúbal, no âmbito de um protocolo estabelecido com o Centro Hospitalar do Algarve.

Quando pensava que ia ser sujeito a uma cirurgia, foi avisado de que iria ser transportado, já na madrugada do dia seguinte, para o Hospital de São José, em Lisboa.

Ficou a aguardar mais de 12 horas até que foi alertado de que iria voltar a ser transferido, desta vez para o Hospital de Santa Maria.

Quatro hospitais e quatro dias depois, o homem de nacionalidade ucraniana foi finalmente operado e corre agora o risco de ficar incapacitado do dedo, avança o "CM".

http://algarveprimeiro.com/d/lagoatrabalhador-com-corte-no-dedo-passa-por-quatro-hospitais/12919-1

FIRESHELTER52

O Mito.... Nadar depois de comer....

Todos os mitos nascem de meias-verdades. 

A ideia inicial de que não podemos nadar logo após comer é baseada no fato de que, depois de uma grande refeição, nosso sangue é desviado para longe de nossos braços e pernas, para ajudar a digestão no nosso estômago. 

E se os nossos membros não receberem fluxo de sangue suficiente para funcionar, estaremos em maior risco de afogamento (ou cãibras, ou indigestão).



Sim, é verdade que a digestão redireciona parte do sangue dos músculos para ajudar no processo digestivo. 

Com uma redução do fluxo sanguíneo, há potencialmente menos oxigénio disponível para o trabalho muscular, o que é uma causa potencial de cãibras.
Cãibras são contrações espasmódicas involuntárias do músculo esquelético durante ou após o exercício, e geralmente estão relacionadas à fadiga. 

Outra verdade é que temos sangue suficiente para manter todas as partes do nosso corpo funcionando depois de uma grande refeição. 

Isso significa que o corpo tem mais sangue do que o necessário para dividir entre seu sistema digestivo e seus braços e pernas. Dessa forma, o risco de ter cãibras ou afogar depois das refeições é muito baixo.

Outro fator de risco sugerido para nadar depois de comer é o que é comum aparecerem dores ou“fisgadas” ( dor lateral abdominal no exercício, ETAP como dizem os Ingleses): uma forte dor sentida logo abaixo da caixa torácica.

Essas dores não são bem compreendidas, mas pensa-se que são causadas por espasmos do diafragma devido ao fluxo sanguíneo restrito por pressão acima dos pulmões e do abdómen inferior.

Mas a indesposição que possa aparecer é como acontece com qualquer um que faça exercício vigoroso depois de comer, pode haver algum desconforto, como azia ou vómitos, causado por refluxo inesperado ou regurgitação involuntária. 

Um exame de relatórios australianos da Royal Lifesaving Association sugere que, ao longo dos últimos anos, não há nenhuma menção de vidas sendo perdidas por nadar depois de comer.

A mesma coisa acontece com relatórios da Academia Americana de Pediatria dos Estados Unidos e da Cruz Vermelha Americana. Essas instituições não oferecem orientações ou avisos relacionados à natação depois de comer.

Aliás, estas organizações estão muito mais preocupadas com o elevado risco de afogamento devido ao consumo de álcool.

Álcool e drogas podem prejudicar gravemente a consciência e a capacidade física,

Nadar com o estômago cheio pode ser desconfortável e, se excessivo, pode levar a vómitos, mas é a consumir álcool e drogas que provavelmente se colocará em maior risco de afogamento.

Ainda assim, como não é a melhor ideia do mundo, se você quiser comer e nadar em seguida, melhor tomar algumas precauções, como optar por alimentos ricos em carboidratos simples. 

Eles digerem muito mais rapidamente do que gordura e proteína.

O texto foi retirado do site http://hypescience.com/ mas cada qual deve optar por seguir os seus conceitos em matéria de segurança e prevenção. O seguro morreu de velho e os acidentes acontecem normalmente por excesso de confiança.

FIRESHELTER52

Cachopo-Tavira já tem Helicóptero de Combate a Incêndios

O Centro de Meios Aéreos de Cachopo," CMA- Cachopo" em plena serra de Tavira entrou hoje em operações.


A operacionalidade do CMA-Cachopo é garantida por uma equipa de combate do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da Guarda Nacional Republicana apoiado por um helicóptero bombardeiro médio de Combate a Incêndios destinado ao Ataque Inicial.

Este meio aéreo e a sua brigada atuarão nos concelhos de Tavira, Vila Real Santo António,Castro Marim, Alcoutim, Olhão, São Brás de Alportel, Loulé, Faro e ainda em algumas zonas do Baixo Alentejo.

O helicóptero está sob a responsabilidade da Autoridade Nacional de Proteção Civil, foi deslocado da BHSP de Loulé para o CMA de Cachopo onde dia 1 será substituído por um outro Heli ligeiro de Ataque Inicial., ficando nessa altura o algarve com 3 meios aéreos para ataque inicial.

Conta agora o Algarve com dois meios aéreos que irão possibilitar uma maior cobertura da sua área, uma vez que o heliporto de Cachopo é “uma infraestrutura de elevada importância estratégica”.

Com este importante apoio da autarquia Tavirense nas despesas de manutenção e logística, ficam, desta forma, “reforçados os meios disponíveis” para o combate aos incêndios florestais na região algarvia.

Foto atual do meio aéreo sediado no CMA-Cachopo designado por "Hotel18" 



FIRESHELTER52

21/06/2016

CONCURSO PARA TRIPULAÇÃO DE EMBARCAÇÕES SALVA-VIDAS

Para os interessados informamos, que se encontra aberto o procedimento concursal comum para a constituição de relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado, tendo em vista o preenchimento de 16 postos de trabalho, na carreira de embarcação salva-vidas – pessoal de convés e de 10 postos de trabalho, na carreira de motorista de embarcação salva-vidas do Quadro de Pessoal Civil do Instituto de Socorros a Náufragos, iniciado a 21 de junho de 2016.

Consulte o aviso e termos do mesmo na seguinte ligação: http://www.amn.pt/ISN/Paginas/ConcursosISN.aspx

FIRESHELTER52

17/06/2016

AÇAO DE TREINO COM MAQUINAS DE RASTO

Realizou-se em Tavira uma Ação de treino operacional para manobradores de máquinas de rasto no combate a incêndios florestais. 



O principais assuntos debatidos estiveram associados à segurança dos intervenientes e com objetivos de uniformizar procedimentos para que sejam aplicados por todos em qualquer teatro de operações. 

A Ação destinada ao Sotavento, onde participaram vários Serviços Municipais de Proteção Civil, entre os quais o SMPC de Alcoutim, e operadores de empresas privadas.

Uma iniciativa do CDOS de Faro (ANPC), contou com a presença do Comandante Operacional de Agrupamento do Algarve (CADIS) Vítor Vaz Pinto, o Comandante do CB de Tavira Miguel Silva e os Formadores, Comandantes dos CB´s de Silves Luís Simões e de Lagos Paulo Jorge Reis.





FIRESHELTER52

Banhista Escalou Falésia e acabou Resgatado por Bombeiros

O alerta foi dado para o piquete da Polícia Marítima. 

Chegados ao local, foi localizado um individuo de 26 anos de nacionalidade francesa, que efetuou uma escalada pela falésia e não conseguiu regressar pelos próprios meios.

O resgate foi efetuado pelos Bombeiros de Portimão, através da sua equipa de grande ângulo.




FIRESHELTER52