20/07/2015

7 exames que podem salvar-lhe a vida

À medida que os anos passam, maior é a probabilidade de virmos a sofrer de alguma doença que possa pôr a nossa vida em risco. Seja cancro, doenças cardiovasculares ou renais. Mas o futuro pode depender muito de si. Falamos-lhe de sete exames que nunca deve ignorar e que podem mesmo salvar-lhe a vida.

Nunca foi tão importante tratar da sua saúde. E saiba que, detetadas a tempo, várias doenças potencialmente mortais podem ser combatidas com eficácia. E há vários exames, incluídos no Sistema Nacional de Saúde, que pode fazer para as detetar.

O Daily Mail reuniu sete exames que só demoram alguns minutos a fazer mas que podem salvar-lhe a vida.

Despiste do cancro do intestino
O cancro do intestino mata mais de 4 mil pessoas por ano, só em Portugal, aponta a Visão. A perda de sangue nas fezes, embora seja, na maioria das vezes, sintoma de problemas sem gravidade, pode indicar uma inflamação que requer medicação - ou mesmo pólipos, que se podem tornar cancerosos, alerta Dr. Sally Norton ao Daily Mail. Como em grande parte das vezes o sangue não é detetável a olho nu, é importante fazer um exame simples que implica apenas a recolha de fezes para posterior análise laboratorial. Caso se confirme a presença de sangue, o médico poderá pedir-lhe para fazer uma colonoscopia para despistar a possibilidade de cancro.

Despiste do cancro cervical
A citologia (ou papanicolau) é uma boa forma de prevenir o cancro do colo do útero, permitindo detetar anormalidades ou lesões que, caso não sejam tratadas, podem dar origem a um cancro. O teste para avaliar a presença do vírus HPV de alto risco permite também prever o desenvolvimento da doença. As mulheres a partir dos 21 anos ou três anos após terem iniciado a sua atividade sexual devem, como aconselha a Liga Portuguesa Contra o Cancro, deve começar a realizar este rastreio.

Análise dos níveis de colesterol. 
Os níveis elevados de colesterol podem acumular-se nas artérias, aumentando o risco de enfarte ou AVC. Como não apresenta sintomas, é preciso fazer análises e medir a tensão regularmente.

Controlo da tensão arterial. 
A tensão arterial elevada pode enfraquecer o coração e danificar as paredes das artérias, o que o coloca em maior riso de problemas cardíacos, AVC e doenças nos rins, alerta o Daily Mail. Este teste não custa nada a fazer e é muito rápido. Os níveis de uma tensão arterial normal a ter como referência são de um valor igual ou ligeiramente inferior a 130/80. As pessoas com tensão muito baixa devem ser seguidas pelo médico.

Despiste do cancro da mama. 
A apalpação, ou autoexame, a mamografia e a ecografia mamária são as melhores formas de garantir um diagnóstico precoce e garantir a sobrevivência. Em Portugal, anualmente são detetados cerca de 6 mil novos casos de cancro da mama e 1.500 mulheres morrem com esta doença, fazendo deste o segundo cancro mais mortal nas mulheres, explica a Visão.

Exames aos olhos. Um exame ocular não revela apenas se precisa de usar óculos, pode ainda detetar sinais precoces de várias doenças, como diabetes e glaucoma, antes que estas se manifestem através de qualquer sintoma percetível, sublinha o Daily Mail. “Devemos fazer exames aos olhos a cada dois anos – mais cedo se notar qualquer problema”, sugere o Dr. Norton ao mesmo site.

Exame da pele
Quer se analise sozinho ou vá ao médico, vigiar os seus sinais e analisar se houve algum tipo de crescimento ou alteração na cor ou textura, pode ser a melhor forma de detetar precocemente os sinais de cancro da pele. Geralmente os sinais são inofensivos mas podem desenvolver-se e transformar-se numa forma rara, mas agressiva de cancro de pele, o melanoma, explica o Daily Mail. Os especialistas sugerem o teste do "ABCD": Assimetria, Bordo (irregular), Cor (mais do que uma cor ou distribuição desigual da cor) e Diâmetro (maior que 6 milímetros, o equivalente à borracha de um lápis), refere a Visão.

FIRESHELTER52

Sem comentários: